Quem SomosAnuncieExpedienteFale Conosco Página Inicial
Diamantino (MT), 22 de dezembro de 2014 - 14:13
  Compra Venda
Dólar Comercial 2,6511 2,6526
Euro (Real) 3,2492 3,2518

Meio Ambiente

80 toneladas de pneus tem destinação correta; dengue diminui 60%

21/08/2013 19:38
Desde que o Governo Municipal de Diamantino firmou parceria com o Programa Reciclanip, para dar destinação correta aos pneus inservíveis, 80 toneladas de pneus usados tiveram o pós uso ecologicamente correto. Além de contribuir com o meio ambiente fez com que o índice de casos da dengue diminuísse 60%.
 
“Nessa parceria enviamos os pneus ao descarte correto. Parabenizo a equipe de endemias pelo trabalho de recolha nas borracharias e armazenando no ecoponto”, mencionou o secretário municipal de Saúde, Itamar Martins Bonfim.
 
No primeiro semestre de 2012, quando não havia destinação adequada dos pneus inservíveis, o registro de notificações de dengue no município era de 463 casos; no primeiro semestre de 2013 as notificações caíram para 174.
 
O prefeito Juviano Lincoln explicou que os pneus são reutilizados para coprocessamento em fornos de cimento; coprocessamento na usina de xisto betuminoso; asfalto, pavimentação de vias; gramas artificiais e quadras esportivas; fabricação de artefatos de borracha; fabricação de granulados e pós de borracha; regeneração da borracha.
 
De acordo com o secretário municipal de Saúde, os caminhões vêm retirá-los quando atingem o patamar de 2 mil pneus de passeio ou 300 pneus grandes.
 
Até o momento foram três remessas de recolhimento, totalizando 1.400 pneus grandes e 2 mil pneus de passeio.  
 
>> Saiba mais:
 
A Reciclanip foi criada em março de 2007 pelos fabricantes de pneus novos Bridgestone, Goodyear, Michelin e Pirelli e, em 2010, a Continental juntou-se à entidade.
 
Ao longo dos anos, o Programa foi ampliando sua atuação em todas as regiões do país, o que levou os fabricantes a criar uma entidade voltada exclusivamente para a coleta e destinação de pneus no Brasil. Desde 1999, quando começou a coleta dos pneus inservíveis pelos fabricantes, mais de 1,3 milhão de toneladas de pneus, o equivalente a 270 milhões de pneus de passeio, foram coletados e destinados adequadamente.
 
A Reciclanip é considerada uma das maiores iniciativas da indústria brasileira na área de responsabilidade pós-consumo. O trabalho de coleta e destinação realizado pela entidade é comparável aos maiores programas de reciclagem desenvolvidos no país, em especial, o de latas de alumínio e embalagens de defensivos agrícolas.
 
O projeto teve início em 1999, com o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis implantado pela Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), entidade que representa os fabricantes de pneus novos no país. As atividades da entidade atendem a resolução 416/09 do CONAMA, que regulamenta a coleta e destinação dos pneus inservíveis no Brasil.
 
>> A importância da coleta e destinação adequada dos pneus inservíveis
 
Após atingir seu desgaste completo, um pneu se torna inservível. Como é material de longo processo de decomposição, ele não deve ser descartado no meio ambiente. Tem que ser recolhido e destinado de forma adequada ambientalmente. Depois de triturado, por exemplo, ele pode virar asfalto ecológico, pode ser usado como fonte de calor para cimenteiras ou pode virar um piso antiderrapante. A Reciclanip, única entidade do país voltada exclusivamente para a coleta e destinação de pneus inservíveis tem um papel fundamental para que esse ciclo de reciclagem possa ser realizado. A organização é hoje uma das maiores iniciativas de pós-consumo da indústria brasileira e já coletou e destinou adequadamente mais de 2 milhões de toneladas de pneus inservíveis, o equivalente a 400 milhões de unidades de pneus de carro de passeio. Para dar mais detalhes sobre o assunto e entender a importância da reciclagem de pneus, Cesar Faccio, coordenador da Reciclanip, concedeu a entrevista abaixo.
 
>> A Reciclanip compra ou vende pneus inservíveis?
 
Não. A Reciclanip é uma entidade sem fins lucrativos, por isso não compra e não vende pneus. Seguindo o modelo de gestão de empresas europeias, com larga experiência na coleta e destinação de pneus inservíveis, a Reciclanip é diferente no quesito remuneração: em outros países, as empresas são pagas pelos vários agentes da cadeia produtiva para cobrir as despesas operacionais e garantir a destinação de pneus em seus países. No Brasil, os fabricantes de pneus novos, representados pela ANIP, arcam com todos os custos de coleta e destinação dos pneus inservíveis, como transporte, trituração e destinação. Desde 1999, os fabricantes de pneus já investiram mais de US$ 175 milhões no programa (dado até maio de 2012). Para o ano de 2012, o investimento previsto é de US$ 41 milhões.
 
 >> Depois que a Reciclanip coleta um pneu, para onde ele vai?
 
Após coletado, o pneu vai para trituração e pode ser reaproveitado de diversas formas, como combustível alternativo para as indústrias de cimento ou para combustível de caldeiras, na fabricação de asfalto ecológico, solados de sapato, em borrachas de vedação, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis. Todas estas destinações são aprovadas pelo IBAMA como destinações ambientalmente adequadas. Hoje, grande parte dos pneus coletados vai para combustível alternativo usado para as cimenteiras, que recebem um pagamento da Reciclanip para usar o material.

/ ...

Versão Normal Painel Administrativo