Slideshow

14/01/2019 10:10

Mauro expõe números aos novatos

 

PABLO RODRIGO 
Gazeta Digital 

Buscando apoio para a aprovação do pacote de projetos de lei apresentado na semana passada à Assembleia Legislativa, o governador Mauro Mendes (DEM) se reúne nesta segunda-feira (14) com os 14 novos deputados eleitos. A intenção do democrata é, assim como fez com os parlamentares “veteranos”, apresentar os números, segundo ele, alarmantes do caixa do Estado.  

A reunião vai contar com as presenças dos secretários Mauro Carvalho (Casa Civil) e Rogério Gallo (Fazenda) e também do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), que busca a reeleição.  

De acordo com o chefe da Casa Civil, o encontro terá a mesma dinâmica das reuniões já realizadas com os chefes dos Poderes e os deputados da legislatura atual, ou seja, serão apresentados os dados fiscais e financeiro e haverá o pedido de apoio para aprovação das medidas encaminhadas ao Legislativo.   

“Todos os deputados que entrarem na legislatura nova, a partir se 1º de fevereiro, vão saber da real situação financeira do Estado”, disse Mauro Carvalho.   

Para Rogério Gallo, esta iniciativa de “transparência” com os novos parlamentares será fundamental para superar a crise. “O Estado tem solução. Estamos apresentando a realidade, mas, ao mesmo tempo, mostrando a solução. Com esses projetos que estão sendo apresentados, apontamos as soluções para que possamos ter um futuro bastante promissor e voltar a pagar as despesas contraídas no mês, dentro do próprio mês”, pontua o titular da Secretaria de Fazenda.   

Na lista dos projetos de lei apresentados, o que deve enfrentar mais resistência entre os novos deputados é o que cria “condições” para o pagamento ou não da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores públicos. Isso porque, entre os eleitos em outubro, estão quatro representantes da categoria e há a possibilidade de que parlamentares eleitos por blocos de oposição a Mauro Mendes durante o período eleitoral se unam a eles.   

A proposta de um novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) também pode sofrer resistência, mas de uma outra ala, a ligada ao setor produtivo. A principal polêmica, até agora, é que o projeto de Mendes prevê cobranças sobre produtos destinados à exportação.   

O “pacotão” conta ainda com a reforma administrativa e a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual.  

A ideia inicial do governo era aprovar todos os projetos ainda neste mês, mas já se trabalha com a hipótese de representes do agronegócio e do Fórum Sindical conseguirem se articular com parlamentares da atual legislatura que podem travar a pauta de votação com pedidos de vista.    

Base e reeleição   

Além de apoio especificamente para aprovação destes projetos, o encontro com os novos parlamentares deve buscar a consolidação de uma base de apoio ao governo Mauro Mendes. O objetivo é mostrar que o governo tem mostrado empenho para superar a crise, evitando o fortalecimento da eventual oposição.   

Já Eduardo Botelho deve aproveitar a oportunidade para reafirmar seu nome à reeleição da Mesa Diretora. Os votos dos deputados novatos têm sido disputados, já que eles são maioria.


Expediente

Diretor Geral: William Arruda DRT: 1558/MT
Diretor Responsável: Willian Arruda
Diretor Comercial: Ivete Nascimento
(65) 3337-1654

Titulo fixo

Facebook

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo